sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Para poupar tempo,


(e se calhar porque sou um bocado parva),enfio quatro sacos de compras em cada braço e fecho a mala do carro com o cotovelo;de comando na boca, tento fechar a porta da garagem;tarefa cumprida, abro a porta de acesso com o pé direito enquanto tento chegar ao interruptor com o cotovelo esquerdo;as sacas começam a pesar e sinto o plástico a marcar a carne;de novo com o cotovelo tento carregar no botão para chamar o elevador (desta vez não usei o queixo...fica para uma próxima);de mão dormente (com o peso das sacas) esticada abro a porta do elevador, e tento pousar as sacas das compras no chão(tarefa que não é tão simples quanto parece,dado que as asas dos sacos se enrolam entre si,prendem-se no relógio...and so on);até ao quarto andar recupero o fôlego e fico pronta para nova rodada.
Porque é que ultimamente e sempre nestas alturas me ocorre a imagem de um canivete suíço????

2 comentários:

MARIINHA disse...

Oh, mulher mais tu és o máximo. Consegues fazer tanta coisa ao mesmo tempo. Braços, pés, cotovelos. Mas olha que estava a ler, e a pensar que os sacos de compras cheios enfiados no braço, fazem bastante doer. E nunca te aconteceu cair-te o relógio? Eu agora estou sempre alerta.

Anna^ disse...

Mariinha,
eu sou o máximo da burrice por querer fazer tudo ao mesmo tempo.
Por falar em coisas a cair:imagina um telemóvel a cair para aquele espaço que fica entre a porta do elevador e a estrutura do mesmo...e depois o barulho que faz ao chegar ao fundddooooo...pois...acontece :P