sábado, 7 de maio de 2011


"Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre" - MST (Não te deixarei morrer, David Crockett)

2 comentários:

MARIINHA disse...

Concordo, eu sinto isso, menos talvez em relação aos amigos que se afastaram, mas na verdade também tiveram na sua altura, influência na nossa vida. E somos hoje o resultado disso tudo.
Ana, não tenho vindo aqui, mas não me esqueço dos amigos, muitos beijinhos para ti.

Anna^ disse...

Mariinha,
são as vivências porque passamos e quer queiramos quer não, fizeram parte da nossa vida e por razões várias deixaram de o fazer...afinal nada nos "pertence"; há que saber viver com isso (o que nem sempre é fácil).

Obrigada pela visita ( no worries) :)

beijinho